Mar de histórias: as nebulosas de Cubatão em registros fotográficos de Bob Wolfenson

Bob Wolfenson resolveu fotografar aquilo que muita gente viu e sentiu na infância e apenas deixou adormecido em memórias dispersas. Pois é, eu particularmente fui uma das crianças que via eternamente as chaminés e a nebulosa paisagem de Cubatão na descida da Serra e tinha a prazerosa sensação de estar chegando ao Guarujá. A minha felicidade naquele lugar misturava-se com um certo horror ao mau cheiro e uma enorme placa que dava para estrada com o número de acidentes de trabalho do dia e quiçá do mês. Depois vinham os banhos de mar, as patas de siri, o barco de inflar cor de abóbora e aquela lembrança das nebulosas de Cubatão na travessia para o mar ficavam para trás, coisas do caminho do mar…

Bob ao registrar em imagens o lugar que é (???) um ritual de passagem entre São Paulo e parte do litoral paulista, oferece a muitos viajantes um presente de rara beleza, com suas fotografias podemos parar e olhar aquelas memórias nebulosas e confusas que nos geraram tanto prazer e desconforto e ter sobre o emblemático lugar um sentimento coletivo de afeto. A exposição esta na Galeria Millan ( rua Fradique Coutinho, 1.360) de seg. à sex. das 11h às 19h.

por Paula Janovitch